Expo D. Pedro anuncia a venda de Naming Rights

  • 01/02/2017

 

Buscando acompanhar as tendências e a crescente demanda de negócios de turismo da Região Metropolitana de Campinas (RMC), o Expo D. Pedro realizou novos investimentos, passou por uma reestruturação operacional e firmou parcerias com grandes empresas, de alcance nacional e regional, que resultaram ao maior espaço multiuso para eventos do interior de São Paulo um crescimento expressivo de três dígitos, entre os anos de 2015 e 2016. 

O espaço versátil de 13.000 m², divididos em um Centro de Convenções de 5.000 m², e um Centro de Exposições de 7.000 m², comporta eventos pequenos com 20 participantes até grandes feiras com expectativa de 10 mil pessoas. Para os próximos anos estão previstos novos investimentos, incluindo a realização de um lounge com capacidade para até 500 pessoas. Trata-se de uma área VIP para feiras e eventos corporativos e sociais, camarote exclusivo durante shows e festas, confraternizações de empresas e Private Parties.

Para concretizar esses objetivos a nova gestão do Expo D. Pedro pretende explorar uma estratégia de parceria de longo prazo já muito utilizada em outros países e que começa a atrair, cada vez mais, empresas de diversos segmentos no Brasil: a negociação dos Naming Rights.

A venda dos direitos de nome é uma ferramenta que possibilita que uma empresa associe sua imagem a uma causa, o que permite uma abertura maior em relação ao seu público de interesse e consumidores finais.

Aliar o nome de uma organização a um espaço de eventos gera a oportunidade de construir uma imagem de marca que vai muito além das campanhas publicitárias e de marketing tradicionais: somente no ano de 2016 o Expo D. Pedro recebeu mais de 100 eventos - a previsão é que em 2017 esse número suba para 150 - e cada um deles é amplamente divulgado para mídias específicas, criando impactos em milhares de pessoas diariamente de maneira espontânea. Os visitantes únicos do site e de todas as redes sociais do Expo D. Pedro também seriam expostos às marcas que comprarem os naming rights do espaço, seguindo exemplos como Citibank Hall, Teatro Renault e Theatro Net. Além disso, o Expo D. Pedro fica anexo ao Parque D. Pedro Shopping, um dos maiores da América Latina, e passam por ele cerca de 2 milhões de pessoas por mês que estariam diretamente expostas à marca parceira.

A região onde fica localizada é outro atrativo para as empresas que decidirem se associar à marca: a região de Campinas, um dos maiores centros industriais do Brasil. A RMC abriga cerca de 50 das 500 grandes empresas instaladas no Brasil, o que alavanca a rede hoteleira e de negócios de turismo, uma vez que se tornam necessários espaços para show, convenções, congressos e reuniões empresariais.

A ideia é que essa expansão atraia mais eventos para a região, o que traria um acréscimo de milhares de turistas para a cidade que já recebe, em média, 6 mil eventos por ano, fazendo com que Campinas se insira definitivamente no circuito dos grandes espetáculos, feiras e eventos do País, oferecendo uma programação variada e de primeira qualidade.

Para Ricardo Teixeira, diretor geral do Expo D. Pedro, associar a imagem de uma marca ao espaço é uma grande oportunidade para os dois lados, pois viabiliza novos investimentos que trazem maior qualidade e cultura para a região e, também, gera visibilidade, simpatia do consumidor final e posicionamento de marca para o detentor dos direitos. “Pode ser uma grande estratégia para a empresa mostrar ao seu público alvo a participação e incentivo à produção artística e ao desenvolvimento cultural da população. Além disso, a iniciativa tem muito a acrescentar e movimentar em relação ao turismo de negócios na região de Campinas, trazendo grandes eventos corporativos para o Expo D. Pedro” ressalta.